Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Portugal de Ouro

By Minerva, em 18.07.16

Mais uma vez Portugal a dar cartas no desporto.

Fiquei entusiasmada e fascinada com a vitória da seleção nacional de hóquei em patins. Contrariamente ao futebol, em que não sou fã acérrima nem praticante, no hóquei o cenário muda de figura. Sendo eu uma patinadora eximia, adoro assistir a este belo espetáculo e apesar de uma primeira parte mais conturbada conseguimos dar a volta ao marcador e conquistar mais uma vitória. Um fim de semana adornado a ouro para Portugal coroado com inúmeros festejos.

Peço desculpa desde já pela minha ausência. A Sunset Party a que fui na passada segunda-feira, serviu para estabelecer contactos muito importantes e parcerias que nunca imaginaria possíveis, foi uma semana turbulenta, numa correria constante, mas penso que tenho surpresas para todos brevemente.

Até lá, sinta-se bem, sintam-se quentinhos!

atiçado às 11:41

A vitória de Portugal

By Minerva, em 11.07.16

Gosto de França enquanto país, lindíssima e repleta de história, gosto do requinte dos franceses e da sofisticação das francesas, uma verdadeira inspiração, mas não gostei nada da sua atitude para com a seleção portuguesa.

Fiquei imensamente feliz com a vitória da seleção nacional ontem, o culminar de um fim-de-semana memorável, como disse não sou especial adepta de futebol, mas sou patriota e saboreei a supremacia da humilde e unida equipa portuguesa sobre a altiva e arrogante equipa francesa.

Tenho um fascínio por Paris, uma cidade lindíssima que me traz recordações incontáveis e maravilhosas, a cidade conta agora mais uma, como local onde a seleção portuguesa triunfou.

Queridos franceses quem ri por último ri melhor, muito melhor.

E embora os meus olhos semicerrados e a ligeira dor por todo o corpo me façam pensar que talvez deva ter abusado nos festejos, o sorriso nos lábios e o orgulho no peito fazem-me pensar que devo continuar a festejar e só por isso hoje há sunset party, afinal é verão e não é todos os dias que Portugal é campeão europeu.

atiçado às 17:36

Sextas-feiras doces e amargas

By Minerva, em 08.07.16

ilustração 3.jpg

As sextas para mim são tão doces como amargas, porquê?

Porque a sexta é o dia mais atarefado da semana, a nível de trabalho envolve fazer pontos de situação e um plano para a semana seguinte, escolhi este método para ter umas segundas mais calmas, mas obriga-me a uma ginástica enorme já que tenho de fazer o balanço e o planeamento durante a parte da manhã de sexta sem descurar as restantes tarefas.

Reservo sempre as tardes de sexta para eventualidades que podem ser de trabalho ou de lazer, em cada três tardes de sexta acontece uma de duas situações: um evento empresarial ou um convite inesperado.

Hoje pensei que seria o dia em que não aconteceria nenhuma das duas, enganei-me, no espaço de dez minutos, tenho um cocktail ao fim da tarde e um convite para um fim-de-semana fora, o problema?

Não posso recusar nenhuma das solicitações, uma porque uma é importante para os negócios, outra porque seria um sacrilégio, mas o tempo é apertado.

Estes meus amigos não entendem que estes convites em cima da hora dão cabo dos nervos a qualquer mulher.

Felizmente sou uma mulher prevenida e por isso o que poderia ser uma grande dor de cabeça é apenas um stress mínimo, no escritório guardo sempre três vestidos de cocktail para eventualidades e em casa nos meses de Verão uma mala com o essencial para três dia de praia e no Inverno uma mala com o essencial para três dias de neve.

Assunto resolvido, saio do escritório direta para o cocktail, uma hora de charme, falo com as pessoas mais importantes e sigo a toda a velocidade para o rendez-vous do fim-de-semana, a minha amiga Di já está encarregue de levantar a minha mala.

 

Como diz a minha sábia avó o sucesso da mulher não reside apenas na organização, mas na antecipação de necessidades.

 

Um conselho de família que partilho hoje com vocês.

atiçado às 12:25

A vizinhança

By Minerva, em 07.07.16

A minha vizinhança é espetacular, são pessoas muito educadas e cordiais, prestáveis e simpáticas, cereja no topo do bolo não reclamam das festas que dou no terraço, ainda ontem foi toda uma animação com a vitória da equipa das quinas, não sou uma fã acérrima de futebol, mas seleção portuguesa é seleção portuguesa e por isso é nossa obrigação apoia-la.

Além disso é uma belíssima desculpa para juntar amigos e família ao redor de uma mesa com o por de sol como cenário.

A minha vizinhança aqui do Sapo também me pareceu espetacular, mas andava eu a ver os últimos posts quando me deparo com um que me intrigou.

http://intuicao.blogs.sapo.pt/quando-eu-me-lembro-que-tenho-cabeca-31166

Não é que a blogger criou uma rúbrica com o nome do meu blog, Fogueira das Vaidades é o nome de um livro, não é uma patente minha, mas podia ter-se ficado apenas com o Triângulos de Fogo.

Ao menos escolheu uma fogueira bonita, gosto muito de fogueiras e a dela fez-me lembrar a lareira da casa da serra, sensação mágica quando a neve cobre tudo de branco e o lume arde e encandeia tudo de um amarelo sedoso e quente.

Não é todos os dias que se descobre que se tem cabeça, parabéns por isso, também não é recorrente ser-se tomada por uma luz branca, cintilante e pura especialmente de noite, pessoalmente prefiro luz amarela no quarto é mais quente se é que me entendem, mas essa luz fazer luz bem, isso é original.

Por momentos temi que fosse anunciar ter sido visitada pela Sininho.

Mas o que é que realmente me intrigou foi a Seita, mas existe uma Seita no Sapo?

Existe uma Seita e ninguém me avisa?

Gostei muito da frase final

«Peço desculpa por os links não dirigirem directamente ao local mas eu não "provoco" mais "reacções" a este género de pessoa.»

Mas se não queria reações para que escreveu?

Enfim, alguém se importa de me explicar que seita é esta, quem faz parte dela e porque é que a blogger está tão chateada com isso.

Esqueceram-se de lhe enviar convite ou não chegou a ser convidada?

atiçado às 14:16

Obrigada Sapo

By Minerva, em 07.07.16

Foi muito bom ser reconhecida por esta grandiosa comunidade que se mobilizou para me agraciar com boas vindas. Conquistei um honroso 8º lugar nos posts mais comentados do dia. Para uma estreia não poderia desejar melhor.
 
Conto, como muitos de vocês disseram: “Incendiar o pedaço”, “ ver a fogueira sempre bem atiçada. Que nunca falte lenha, combustível, papel ou qualquer outra coisa que decidas queimar”.
Mas o que eu gostava mesmo é que este blog assuma um papel crucial “Espero e desejo que não seja somente mais um. Mas o blogue... o tal!”
Não gosto de desiludir as pessoas, e, por isso, deste blog podem esperar grandes fogueiras, chamas crepitantes e muito esbrasear.
A lenha já está empilhada e as acendalhas posicionadas, nova fogueira em breve.
Até lá sintam-se bem, sintam-se quentinhos.

atiçado às 10:06

Porquê ter um blog?

By Minerva, em 06.07.16

Não faço ideia. Dizem que é para desabafar e falar do que nos apetece, tendo tanto a confessar ao mundo resolvi criar um.

Escolhi o Sapo Blogs porque é uma plataforma portuguesa, onde estão todas as bloggers fashion e as mais lidas, se é favorável para elas também será para mim.

Fogueira das Vaidades por dois motivos, primeiro porque além de vaidosa, adoro fogueiras, quem não gosta de contemplar o crepitar das chamas? Segundo porque será um espaço para incinerar inconfidências, incandescer considerações e incendiar desabafos.

Será uma fogueira que arderá enquanto me aprouver, uma fogueira que queimará publicamente o que me vai na alma, poderão ser polémicas ou farrapos dependendo do estado de espírito.

Conto convosco para alimentar este fogo que teima em queimar. Não existem regras, não existem épocas nem locais, não existe censura ou benevolência, apenas o meu lado mais negro, aquele que queima por dentro e que será agora incinerado em público.

Os pensamentos mais sombrios, os desejos inconfessáveis, os anseios proibidos, todas as palavras que queimam no pensamento e se apagam antes de proferidas queimarão agora com voracidade, luxúria e arrebatamento, dançando nas linhas do blog ao ritmo frenético do bater das teclas.

Sintam-se bem, sintam-se quentinhos.

Bem-vindos à minha fogueira.

atiçado às 15:25


Minerva

foto do autor



Cinzas

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D



Fogueiras dos outros